www.cimentonline.com.br

A Etiqueta que vai transformar o mercado da construção no Brasil

pbe-edifica conheça tudo sobre o assunto

Qual o comportamento do brasileiro ao comprar um eletrodoméstico?-Ele verifica as marcas, preços e funções disponíveis, além de conferir a Etiqueta de consumo de energia!

 

Eficiência Energética

Esse despertar sustentável e ambiental começou a surgir a partir de 1984, quando o Inmetro iniciou uma discussão com a sociedade sobre a conservação de energia, com a finalidade de contribuir para a racionalização no seu uso no país, informando aos consumidores sobre a eficiência energética de cada produto, estimulando-os a fazer uma compra mais consciente. Este projeto cresceu e se transformou no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE).

Oportunidade de Escolha

Quer saber tudo sobre SELO PROCEL EDIFICA - CliqueJá em 1985, por iniciativa da Eletrobras, foi criado o Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (PROCEL) buscando atingir três importantes metas: promover economia e garantir desempenho mínimo como direito do consumidor, exigir a melhoria contínua da indústria e reduzir os impactos ao meio ambiente passou a exigir que os equipamentos fossem etiquetados, dando a oportunidade de escolha aos consumidores, por exemplo, daqueles mais eficientes do ponto de vista do consumo energético.

Incentivo à economia

Instituído em 1993, o Selo Procel de Economia de Energia ou simplesmente Selo Procel indica ao consumidor, no ato da compra, os equipamentos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética dentro de cada categoria. O objetivo foi o de estimular a fabricação e a comercialização de produtos mais eficientes, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico e a preservação do meio ambiente.

Confiança nos Selos do Inmetro x Concorrência

Segundo o Inmetro, os brasileiros estão cada vez mais atentos ao desempenho dos produtos que compram.  Em um levantamento realizado, ainda em 2012, ficou comprovado que  85% dos brasileiros confiam na marca do Inmetro e que 69% dos entrevistados diziam que são influenciados pela etiqueta e selo PROCEL ao comprar algum produto, mesmo que o bem custasse um pouco mais. Como os fabricantes não querem perder espaços para a concorrência, permitindo que seus produtos sejam considerados como de baixa eficiência ou baixa qualidade em comparação com outros, fomentou-se um processo de melhoria contínua dos seus produtos.

A Etiqueta PBE Edifica – Para Edificações

Clique para saber tudo sobre o assuntoEm 2009, surge com objetivos similares a Etiqueta PBE Edifica, também desenvolvida em parceria entre o Inmetro e a Eletrobras, direcionada não mais aos produtos e sim, para edificações comerciais, de serviços, públicas e para edificações residenciais. Em 2014 a Etiqueta passou a ser obrigatório para qualquer construção ou reforma de edifício que utilize dinheiro público federal e deverá se tornar obrigatória para qualquer construção muito brevemente..

Quem Pode Emitir a Etiqueta – Uma OIA

A etiqueta é sempre concedida por um Organismo de Inspeção Acreditado (OIA) pelo Inmetro, na fase do projeto e após a construção do edifício. Os proprietários das edificações devem entrar com um processo junto a um OIA, fornecendo toda a documentação e os projetos necessários. Para isso, poderão sempre contar com o auxílio de consultores, arquitetos e engenheiros capacitados no processo de etiquetagem, que organizam a documentação e assumem a comunicação com o OIA e realizam avaliações prévias para garantir que o projeto ou edifício esteja com a eficiência esperada e planejada.

Bate-Papo com a Quali-a  Conforto Ambiental e Eficiência Energética.

A QUALI-A que atua no mercado da construção civil, com soluções para a qualidade ambiental e sustentabilidade dos espaços construídos, sejam eles edifícios ou cidades. Sendo um dos poucos Organismos de Inspeção de Eficiência Energética de Edifícios acreditada pelo Inmetro (OIA), para emissão da Etiqueta Procel, sendo o primeiro organismo desta categoria acreditado ma região centro-oeste do Brasil, com atuação nacional e larga experiência em cursos de capacitação de Etiqueta PBE Edifica em todo o Brasil, com mais de 1.000 alunos capacitados, ressalta CINCO ESTRATÉGIAS PARA OS ARQUITETOS E ENGENHEIROS QUE DESEJAM INICIAR NA ÁREA:

  • Entender que a Etiquetagem só tende a crescer no país, pois significa redução de gastos públicos, compromisso ambiental e direito do consumidor. Não esperar a obrigatoriedade exigir que você adote a etiquetagem em seus serviços, pois por enquanto, é uma grande estratégia de valorização e diferenciação de mercado;
  • Buscar investir em capacitação junto a instituições reconhecidas, que dominam o processo e possuem prática comprovada. Cuidado com cursos rápidos e ministrados apenas de forma teórica. Procurar informações junto à Rede de Eficiência Energética de Edificações (Rede 3e) e aos Organismos de Inspeção Acreditados (OIAs);
  • Ter uma visão multidisciplinar e entender a importância do trabalho em equipes que se complementam nas áreas de arquitetura, engenharia elétrica, engenharia mecânica, luminotécnica, etc. Parceiros são fundamentais!!
  • Perceber que é um nicho de atuação nacional, pois o processo de consultoria pode ser feito praticamente todo a distância, não estando condicionado à demanda de mercado local;
  • Oferecer a eficiência energética a seus clientes: eles querem e precisam! Todo consumidor investe se entender o retorno, por isso, é fundamental apresentar estudos de viabilidade, ou seja, estudos de custo-benefício do investimento. Essa é a principal ferramenta de convencimento. Qualquer proposta de melhoria deve ser comprovada tecnicamente e financeiramente.

30% da energia dos edifícios está diretamente relacionada às decisões dos arquitetos durante seus projetos” afirma a arquiteta mestre em Paisagem, Ambiente e Sustentabilidade  Milena Sampaio Cintra, sócia-diretora da QUALI-A que complementa: “A ETIQUETA existe há mais de 20 anos e agora chegou a vez dos edifícios e a responsabilidade dos arquitetos e engenheiros é grande”.

Assista ao vídeo produzido pela Quali-a em seu canal EDIFICÁVEL no Youtube.

Segundo Júlia Fernandes, mestre e doutoranda em Sustentabilidade, Qualidade da Iluminação Natural e Eficiência Energética, também diretora e sócia da QUALI-A -“A Etiqueta Procel para Edifícios já é obrigatória e uma grande oportunidade para arquitetos e engenheiros” e finaliza afirmando que a Etiquetagem de Eficiência Energética vai transformar o mercado brasileiro, assim como aconteceu em outros países que criaram seus sistemas de etiquetagem.

 By Cimento.Org 

Quer saber mais do assunto? CLIQUE AQUI e assista a AULA ONLINE GRATUITA

Tema da Aula: Etiquetagem Procel para Edifícios nos Projetos e ConsultoriasUma  grande oportunidade para arquitetos e engenheiros

Dia 07/12, quarta-feira, às 20h (horário de Brasília)

AULA ONLINE GRATUITA: https://app.webinarjam.net/register/25055/cdc963ba39

Postado em:
5 dez 2016 às 18:28hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros