www.cimentonline.com.br

Cimento Apodi em Sergipe.

Sergipe ganhará uma nova unidade industrial de fabricação de cimento em Santo Amaro das Brotas. O novo investimento do grupo M. Dias Branco, da ordem de R$ 1 bilhão, tem financiamento do Banco do Nordeste, cujo contrato foi assinado na manhã desta sexta-feira, 19. O governador Jackson Barreto determinou que o secretário de Estado de Desenvolvimento que o representasse e acompanhasse a assinatura de contrato de financiamento entre o Banco do Nordeste e o grupo Dias Branco no valor R$ 642,5 milhões em Fortaleza-CE.

Os recursos serão utilizados na implantação da nova fábrica do grupo, contemplando gastos com construção civil, instalações, aquisição de máquinas e equipamentos nacionais e importados, móveis, utensílios etc. Ao todo, devem ser gerados 383 empregos diretos.

“Este projeto contribui para a missão desenvolvimentista do Banco do Nordeste. É um investimento que vai mudar para melhor a vida de inúmeras pessoas, motivo de muito orgulho para todos nós”, afirmou o presidente do Banco do Nordeste, Nelson Antônio de Souza.

Em outubro o governador do estado de Sergipe esteve em Fortaleza para assinatura do protocolo de intenções com o presidente do grupo M.Dias Branco e o diretor presidente da Apodi, Adauto Farias. No protocolo de intenções firmado a época, ficou acertado que o grupo priorizará a mão-de-obra local, bem como a contratação de fornecedores de bens e serviços estabelecidos no próprio estado.

“Vejo com muita alegria a presença do grupo M. Dias Branco, através do Cimento Apodi, em Sergipe. Este é um projeto promissor que poderá elevar Sergipe ao patamar de maior produtor de cimento do país”, afirmou o governador. Atualmente, Sergipe possui três fábricas atuando no mercado – Grupo Votorantim (Laranjeiras), Itaguassu (Nossa Senhora do Socorro) e Mizu (Pacatuba).

Na ocasião, o presidente da Apodi Cimentos, declarou que o grande potencial de desenvolvimento do estado foi determinante para o grupo em investir em Sergipe.

“Sergipe é um estado muito bem administrado e há muito tempo vislumbrávamos essa oportunidade. Aqui estamos numa posição estratégica muito importante, já que estamos próximos a Salvador e próximos a Recife, e isso configura num local muito bom para se colocar uma indústria. Além disso, a farta presença de calcário no subsolo oferece muita matéria prima para a indústria de cimento”, afirmou.

Ainda de acordo com o empresário, o faturamento previsto da nova unidade será de R$ 500 milhões, o que representa 5,9 vezes o Produto Interno Bruto (PIB) do município Santo Amaro de Brotas.O projeto industrial a ser instalado é constituído de uma unidade de produção de cimento operando desde a mineração até o ensacamento do produto e com capacidade de produzir 4.000 toneladas/dia. A unidade atenderá os mercados sergipanos e de outros estados do Nordeste.

asn

Edição: Cimento.Org

Postado em:
20 dez 2014 às 21:57hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros