www.cimentonline.com.br

Cimento Mundo

A indústria de cimento está distribuída por quase todos os países do mundo, com atuação marcante tanto de empresas locais como de grandes grupos internacionais integrados e com desempenho global. A indústria sistematicamente implanta novas unidades modernas e integradas, com investimentos situando-se em torno de US$ 150,00/t/ano de clínquer, englobando somente equipamentos e construção, não sendo computados terrenos, jazidas e capital operacional. No total, o investimento situa-se entre US$ 180,00 e US$ 200,00/t/ano de cimento ou clínquer.

A produção mundial de cimento é significativa, da ordem de 3.300 milhões de toneladas, tendo ocorrido a seguinte evolução nas produções mundiais, de acordo com dados do CEMBUREAU , OFICIMEN, SNIC e The Global Cement Report, destacando-se, mais uma vez, a crescente produção da Ásia.

Milhões Ton.

Produção, Consumo e Comércio Mundial

Anos

Produção

Consumo

Exportação

Importação

2001

1.699

1.700

133

132

2002

1.850

1.836

129

129

2003

2.017

2.014

137

136

2004

2.182

2.179

150

149

2005

2.345

2.334

175

170

2006

2.608

2.588

190

179

2007

2.798

2.779

184

159

2008

2.841

2.824

172

153

2009

3.033

3.004

153

128

2010*

3.300

3.294

165

164

Fontes:SNIC, CEMBUREAU, OFICIMEN, CIMENTO.ORG

cimentomundo2A produção por continente, mostra, claramente, o domínio da Ásia em termos de produção e consumo de cimento, sendo responsável por quase 76% de todo o cimento produzido no mundo. A China, principal produtor de cimento da Ásia e do mundo vem crescendo ano a ano e em 2010 produziu 56% de todo o cimento produzido no mundo, tendo a segunda colocação para a índia que produz cerca de 6% da produção mundia, ficando clara a distância da China em relação aos demais países do mundo.

ContinentesMilhões Ton.2009
Produção

Consumo
Américas 228 232
Europa 346 334
Ásia 2.303 2.267
África 146 161
Oceânia 10 11
Total Mundial 3.033 3.005

Em 2010, manteve-se o predomínio da China como maior produtor e consumidor mundial de cimento. Enquanto a sua produção foi da ordem de 1.868 milhões de toneladas, os Estados Unidos cairam fortemente, chegando a marca dos 65 milhões de toneladas. A índia, segundo maior produtor mundial, produziu cerca de 216 milhões de toneladas.

Maiores Produtores de Cimento (milhões de toneladas)

Países

2003

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

% cresc.

China

862,5

967,8

1.079,6

1.253,5

1.379,0

1.401,2

1.657,1

1.868,0

117%

Índia

126,7

136,9

146,8

162,0

172,9

186,1

190,0

216,0

70%

Usa

92,9

97,4

99,4

98,2

95,5

86,5

64,0

65,0

-30%

Turquia

38,1

41,3

72,7

73,2

71,4

67,6

59,6

62,0

63%

Irã

30,5

32,3

32,7

35,3

40,0

44,4

48,8

61,0

100%

Brasil

35,5

44,0

46,6

52,5

60,5

60,3

44,0

58,0

63%

Vietnã

24,2

26,2

30,8

32,7

35,8

36,3

47,7

55,0

127%

Japão

73,8

72,4

72,7

73,2

71,4

67,6

59,6

54,0

-27%

Rússia

41,4

46,2

49,5

55,2

60,1

53,5

45,7

50,0

21%

Egito

26,5

26,9

31,9

34,3

36,8

39,6

47,9

48,0

81%

C. do Sul

59,7

55,8

49,1

51,4

54,4

55,1

52,2

ND

-13%

Mundo

2.017,0

2.181,9

2.344,8

2.608,0

2.797,7

2.841,5

3.033,0

3.300,0

64%

Fontes: SNIC, The Global Cement Report, Cimento.Org

A China, principal produtor de cimento da Ásia e do mundo, sozinha é responsável por mais 50% do total de todo o cimento produzido. Para se ter uma idéia de proporção, o Brasil, 5º colocado no ranking, tem uma participação de, apenas, 1,75%, produzindo, em média, 58 milhões de toneldas (2010) e com previsão de fechar 2011 com cerca de 62 milhões de toneladas produzidas.

O Brasil, surpreendentemente já ocupa a 4ª posição do ranking mundial em consumo de cimento e poderá ultrapassar os Estados,  caso as previsões otimistas para o Brasil e não tão positivas para os EUA se mantenham.

Maiores Consumidores de Cimento (milhões de toneladas)

Países

2003

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

% cresc.

China

857,8

961,9

1058

1218,1

1345,3

1369,9

1600,0

1851,0

116%

Índia

117,8

124,8

133,7

152,6

166,4

181,5

185,1

212,0

80%

USA

113,5

121,3

128,3

127,4

114,8

96,8

70,5

69,0

-39%

Brasil

34,9

35,8

37,7

41,1

45,1

51,6

51,9

60,0

72%

Iran

29,7

31,4

31,3

34,8

40,0

43,5

47,8

56,0

89%

Vietnã

24,2

26,2

30,9

32,7

35,0

40,0

47,9

50,0

107%

Rússia

39,4

44,0

46,6

52,5

60,5

60,3

44,0

50,0

27%

Egito

26,5

26,9

31,9

34,3

36,8

39,6

47,9

50,0

89%

C. do Sul

58,3

54,9

46,3

48,4

50,8

50,6

48,5

47,7

-19%

Turquia

28,1

30,7

35,1

41,6

42,5

40,6

41,1

46,0

64%

Mundo

2014,2

2178,7

2334

2588,2

2778,8

2824,0

3004,7

3294,0

64%

Fontes: SNIC, The Global Cement Report, Cimento.Org

No desenvolvimento da indústria cimenteira e por conseguinte no crescimento das produções mundiais, cabe considerar que o custo com transporte é item de muita relevância na composição do seu preço final, em função de seu baixo valor unitário relativo e a relação preço/peso, bem como a necessidade de grandes investimentos para se iniciar um projeto de uma planta, o peso dos custos com combustíveis, com fretes e armazenagem, de certa forma, tornam pífias as exportações e importações desse produto em relação ao total produzido no mundo.

As importações mundiais concentram-se em alguns países do globo e mesmo os Estados Unidos se posicionando na terceira posição como produtor de cimento do mundo, posiciona-se na primeira posição como maior importador de cimento do mundo. Eles, os Estados Unidos, importam quase 25% do consumo de cimento do país. Destacamos o Iraque, que em 2007, posicionou-se como 6 º maior importador de cimento do mundo, período em que foi intensificado a reconstrução do país, destruído pela guerra.

Maiores Exportadores do Mundo
Em milhões de toneladas
2005
2006
2007
1
China
22,2
36,1
33,0
2
Tailândia
15,7
14,7
18,2
3
Japão
10,2
10,1
9,6
4
Alemanha
6,7
7,3
8,7
5
Turquia
10,5
7,2
8,2
6
Indonésia
4,3
9,9
7,8
7
Taiwan
7,0
6,7
7,4
8
Índia
9,5
9,3
6,7
9
Coréia do Sul
6,0
6,2
6,3
10
Canadá
5,5
5,0
5,5
Outros Países
82,3
72,4
71,0
Total Mundial
179,9
189,9
182,4
Fontes: SNIC, Cembureau, ICR,AITEC

Os maiores exportadores de cimento do mundo, que variava entre a Turquia, Japão e Tailândia, perdeu a posição para o gigante Chinês, que saltou de 7 milhões de toneladas em 2004, para 36,1 milhões de toneladas exportadas em 2006. Cabe observar que a China, ainda, detém o título da indústria cimenteira que mais polui no mundo. Enquanto o Brasil tem um fator de emissão de aproximadamente 610 kg CO2 / ton Cimento, bem abaixo de países como a Espanha (698 kg CO2 / ton Cimento) e da Inglaterra com 839 kg CO2 / ton Cimento, o gigante Chinês chega 848 kg CO2 / ton Cimento. (Fonte: Oficemen 2003 / Polysius China).
Comércio Mundial de Cimento

O comércio mundial é, ainda, pouco expressivo se comparado ao consumo mundial de cimento. Considerando o consumo do mundo em 2006, o comércio internacional movimentou, menos de 7% do total produzido no mundo, sendo o mercado dos Estados Unidos , responsável por quase 20% de todas as importações mundiais. A indústria local americana, produz, apenas 70% do total da demanda do país, confirmando a primeira coloção isolada do país, como os maiores importadores de cimento do planeta.O Brasil ocupa local de destaque na América Latina, ocupando a primeira posição em produção e consumo, superando países com o México , país sede do terceiro maior produtor do mundo, a CEMEX . Porém, mesmo com produção superior ao México, o consumo per capita do Brasil é inferior ao do México em mais de 100 quilogramas por habitante ao ano.

Produção s Consumo América Latina 2006
Em mil toneladas
Produção
Consumo
Países
mil ton
% Part
mil ton
% Part
Brasil
39.190
30,8%
37.677
30,7%
México
34.700
27,3%
33.200
27,1%
Colômbia
9.980
7,9%
7.796
6,3%
Argentina
7.595
6,0%
7.428
6,1%
Venezuela
5.759
4,5%
4.700
3,8%
Peru
5.107
4,0%
4.393
3,6%
Chile
3.999
3,1%
4.379
3,6%
Equador
3.720
2,9%
3.744
3,0%
ND
Outros
17.178
13,5%
19.344
15,8%
Total América Latina
127.228
100%
122.661
100%
Fontes
SNIC – CEMBUREAU – OFICEMEN

O Brasil ocupa local de destaque na América Latina, ocupando a primeira posição em produção e consumo, superando países com o México , país sede do terceiro maior produtor do mundo, a CEMEX . Porém, mesmo com produção superior ao México, o consumo per capita do Brasil é inferior ao do Méxicoem mais de 100 quilogramas por habitante ao ano, pois em 2006 o consumo médio de cimento por cada brasileiro foi de 219 kg, quando os mexicanos consumiram 331 kgs per capita.

Postado em:
12 ago 2010 às 10:06hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros