www.cimentonline.com.br

Cimento no Brasil: Queda em desaceleração!

Mesmo em queda em números absolutos, as vendas de cimento por dia útil em novembro registram uma tendência de crescimento ainda tímido do setor.

No período de janeiro a novembro de 2017, as vendas de cimento no mercado interno totalizaram 49,7 milhões de toneladas, de acordo com dados divulgados pelo SNIC (Sindicato Nacional da Indústria do Cimento). Esse montante representa uma queda de 6,4% frente ao mesmo período do ano passado.

No mês de novembro, mesmo com uma queda de 3,2% em números absolutos em relação ao mesmo mês do ano anterior (Nov/16), bem como uma pequena queda, também em números mensais, de 0,78% em relação ao mês anterior (out/17), na comparação das vendas de cimento por dia útil, que melhor retrata os resultados, as vendas cresceram 3,7% em relação ao mês anterior, reforçando as esperanças do setor para 2018.Nos últimos doze meses, as vendas totalizaram 54,1 milhões de toneladas, quantidade também inferior em 6,4% que aquelas realizadas no mesmo período anterior (dez/15 a nov/16). Para o ano de 2017 o setor aponta para uma retração de 6%, resultado que veio melhorando mês a mês, já que iniciamos o ano com piores expectativas, contando com uma retração de até 8% do setor.

Ritmo de queda em desaceleração

O presidente do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC), Paulo Camillo Penna, disse que além da “dramática situação da indústria, que desde 2014, último ano de crescimento, acumula queda de 24% em sua demanda. Nesse mesmo período, o setor vem sofrendo impactos em importantes componentes de seus custos de produção e distribuição: combustíveis, energia elétrica e frete. Além disso, a ociosidade impacta significativamente os custos fixos unitários. Na contramão desses aumentos, os preços do cimento, segundo dados pesquisados por diversas instituições, vêm apresentando queda”.

Materiais de construção: ANAMACO registra crescimento de 3%

As vendas do varejo de material de construção cresceram 3% em novembro, na comparação com outubro de 2017. Na comparação com novembro do ano passado, o índice ficou 2% acima. Os dados são da Pesquisa Tracking mensal da Anamaco, que entrevistou 530 lojistas entre os dias 24 a 30 de novembro.

“Com esses resultados, o volume de vendas no acumulado do ano apresenta alta de 5%, se comparado ao mesmo período do ano passado. O índice é o mesmo apresentado pelo setor nos últimos 12 meses”, explica o presidente da Anamaco, Cláudio Conz.

Sondagem Construção Civil: Empresários estão otimistas para 2018

As expectativas dos empresários da construção civil são positivas e apontam para um crescimento nos próximos meses. O ICEI – ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO INDUSTRIAL, que é um indicador que mede o desempenho industrial produzido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e tem como objetivo identificar mudanças na tendência da produção industrial, registrou em novembro resultados otimistas.

 

Postado em:
13 dez 2017 às 20:06hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros