CADASTRE-SE

EUA: Dinâmica da economia anima setor da construção

Animados pelo crescimento da indústria de cimento em 2012, que registrou taxas de crescimento de 9% em relação a 2011, o PCA – Associação de Cimento Portland dos Estados Unidos, previu fortes taxas de crescimento para a indústria de construção para 2013 e, conseqüentemente, um aumento no consumo de cimento. Segundo as previsões da associação, melhorias economia, a existência de grandes demandas reprimidas e a diminuição da incerteza econômica e fiscal, combinam-se positivamente para o benefício do segmento.

Na sua última previsão o PCA estabeleceu um novo crescimento de 8,1% no consumo de cimento para 2013, que é significativamente maior do que o crescimento projetado no relatório anterior da associação. O Economista chefe do PCA, Ed Sullivan, disse: “O crescimento no consumo de cimento em 2013 será em grande parte impulsionado pelo crescimento nas construções residenciais. O início de novas obras deve alcançar as 950 mil unidades e devemos bater a marca de um milhão em 2014 ou 2015.”

”Sullivan demonstrou cautela em relação ao 1º trimestre de 2013, que realmente mostrarão uma queda em comparação com o mesmo período de 2012, dizendo: “É importante salientar que este potencial declínio nas taxas de crescimento do primeiro trimestre não sinaliza um enfraquecimento do mercado, mas sim um ressaca de 2012, somada às condições meteorológicas. Segundo ele, ganhos mais fortes no crescimento do consumo de cimento são esperados para o segundo trimestre.  “O consumo acelerado previsto durante o segundo semestre de 2013, deve levar se extender para todo o ano de 2014 e a Associação já projeta um novo aumento de 8,3% no consumo de cimento para os EUA em 2014.

O PCA, otimista, também revisa positivamente suas projeções de longo prazo e para 2015-2017, onde se espera um crescimento anual, contínuo de 9,2%. O consumo de cimento é ditado pelo nível de atividade da construção civil e como as projeções se elevam e os riscos diminuem, o otimismo reina, onde se espera o retorno rápido do país aos níveis pré-recessão.

Postado em:
27 mar 2013 às 10:30hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros