CADASTRE-SE

Itália: Mercado também em baixa!

aaaa11-300x224Itália: Um dos maiores produtores de cimento do mundo a ItalCementi (quinto maior grupo produtor de cimento no ranking mundial sem os chineses e o décimo quarto maior do mundo, quando no top dos vinte estão os players chineses), planeja interromper a produção de mais três de suas fábricas de cimento italianas, elevando o total de suas plantas paradas, naquele país, para nove. O diretor geral do grupo, Giovanni Battista Ferrario, fez o anúncio em uma assembléia de acionistas, culpando o excesso da capacidade instalada na Itália, em contraste com uma enorme queda na demanda doméstica para o produto. A empresa espera economizar 110 milhões de Euros com a medida e em outras plantas, além da melhora na eficiência, poderão ampliar a produção.

A ItalCementi registrou perdas de 362 milhões de euros em 2012, a maior parte devido à fraca demanda italiana, que caiu de 46,5 milhões de toneladas em 2006, para atuais 25,5 milhões de toneladas. O CEO da cimenteira disse que “o mercado italiano continua marcado por um excesso na capacidade produtiva em contraste com uma demanda que caiu de forma acentuada, chegando aos níveis de consumo observados no final da década de 1970.”

 

Em seu relatório trimestral a ItalCementi relata como está lidando com a queda do consumo do cimento na Itália. A cimenteira colocou em prática o “Projeto 2015”, anunciado em dezembro de 2012, quando o grupo tinha 17 plantas em operação e, desde lá, o Grupo vendeu uma planta e interrompeu a produção em várias outras. No entanto, o CEO da companhia, Carlo Pesenti, disse na reunião que a empresa planeja investir até 150 milhões de Euros em algumas fábricas (fábricas de Rezzato e Calusco), como ainda deverão transformar algumas plantas completas e em centros de moagem.

A ItalCementi vem trabalhando há anos com algumas estratégias para driblar a crise econômica que impera em alguns de seus principais mercados, uma delas é o uso constante de inovações tecnológicas, combinando sustentabilidade com redução de custos e tecnologia. Recentemente, em 16 de abril, o Grupo inaugurou o i.lab, novo Centro de Inovação Tecnológica da ItalCementi.

O Segundo aspecto que permitiu e permite ao Grupo Italcementi mitigar parte dos efeitos negativos da crise é sua forte diversificação geográfica, já que eles estão presentes em quatro continentes. Como a crise imobiliária é forte em alguns países da Europa Ocidental e na América do Norte (onde já há sinais de recuperação), em outros países, especialmente na Ásia, onde Italcementi está presente, ainda registra-se um vigoroso desenvolvimento.  Assim, por exemplo, enquanto na Itália, as vendas de cimento e concreto no ano passado estavam de volta aos níveis do final dos anos sessenta, e na França e na Bélgica continuam caindo, as vendas na Índia cresceram quase 10% e na Tailândia mais de 10%.

No quadro abaixo, os números da ITALCEMENTI em 31/12/2012:

ITALCEMENTI EM NÚMEROS (Dez/12)

Continentes

4

Países

22

Fábricas de cimento

53

Centros de moagem

10

Centrais de concreto

449

Pedreiras

115

Terminais

7

Funcionários

19 mil

Receita Consolidada

4.480 m €

EBITDA Recorrente

632 m €

Capacidade Instalada (produção Cimento)

68 milhões Ton

 

Postado em:
22 maio 2013 às 10:57hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros