CADASTRE-SE

O CADE proibe a divulgação mensal das vendas de cimento no País

O SNIC (Sindicato Nacional da Indústria do Cimento) divulgou nota sobre a nova decisão do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que passou a impedir a divulgação mensal dos resultados preliminares de venda de cimento no país. O órgão de defesa proibiu a coleta dos dados antes de transcorridos três meses e ainda estabeleceu que a publicação dos dados mais completos do setor só poderão ser divulgados, no mínimo, três meses após a realização da coleta, ou seja, seis meses após o evento.

Estranhamos a decisão do CADE, já que diversos setores, praticamente todos setores industriais do Brasil e do mundo reportam essas informações mensais, mesmo que preliminares e os dados divulgados são importantes indicadores do grau de atividade dos setores e da economia como um todo.  A indisponibilidade dessas informações também dificultará o trabalho de instituições, inclusive governamentais, bancos, universidades entre tantos outros setores que utilizavam os dados para estudos e tomada de decisões.

O CADE ao impedir a a divulgação mensal dos resultados preliminares de venda de cimento no país, prejudica as análises e mesmo a concorrência no setor, andando, de certa forma, na contramão dos objetivos e dos papéis da autarquia que deveria ser o de orientar, fiscalizar, prevenir e apurar práticas de abusos do poder econômico contra a livre concorrência. A divulgação mensal dos dados, traz o histórico de crescimento nas vendas em cada região e no país como um todo e os diversos players (marcas concorrentes), ao analisarem os dados do mercado, comparando-os com os seus resultados internos, montam suas estratégias comerciais para rápida recuperação dos espaços perdidos , aumentando a concorrência do setor e não ao contrário.

Acreditamos que o CADE poderá rever essa imposição, pois ela interrompe uma série histórica que há anos é acompanhada por todos aqueles que operam no mercado, utilizando os dados para as mais diversas análises e tomada de decisão, sempre a favor da livre concorrência, pois o conhecimento rápido dos resultados globais do setor, até força ações de reduções pontuais de preços nos produtos, para ganho rápido de espaços perdidos no mês anterior.

Postado em:
10 jul 2014 às 17:08hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros