ETS

Paraíba ganha fábrica de cimento

O grupo Brennand Cimentos anuncia seu retorno ao nordeste.

 imagem1

O Grupo Brennand Cimentos e o sócio local, o Grupo Meira Lins, assinaram protocolo de intenções com o governo do Estado da Paraíba para implantação de  uma fábrica de cimento no município de Alhandra, que deverá produzir em 2013, cerca de 1 milhão de toneladas/ano e contará com investimentos da ordem de R$ 400 milhões. O empreendimento confirma o retorno da Brennand ao mercado cimenteiro do nordeste, seguindo os passos já inciados em Minas Gerais, no município de Sete Lagoas, onde estão construindo, desde 2008, a nova fábrica do Grupo comandado pelo pernambucano Ricardo Brennand.

Com um projeto de uma planta para uma produção de 1 milhão de toneladas/ano, o empreendimento do Grupo Brennand em Minas Gerais era previsto para iniciar a produção no final de 2009 ou início de 2010, porém a obra atrasou e a nova previsão é começar a produzir cimento em 2011.

O grupo Brennand que até 1999 produzia os cimentos ZEBU, ATOL e GOIÁS, quando vendeu seu braço cimenteiro para o grupo Português CIMPOR, Cimentos de Portugal, por valores próximos a US$ 594 milhões, fazendo com que os esforços do grupo fossem direcionados à produção de energia, onde já contam com 13 usinas hidrelétricas, com capacidade instalada de 288 MW, com planos de chegar a 600 MW até 2015.
Os grupos, através da Companhia de Cimento da Paraíba (CCP), pretendem iniciar a implantação da fábrica no segundo semestre de 2011 e a operação em agosto de 2013.

Na construção da fábrica na Paraíba, serão gerados 1.200 empregos diretos durante a construção e 200 empregos diretos no funcionamento da empresa e a decisão de investir na região deve-se ao alto crescimento do mercado nordestino, estimulado pelas obras de infraestrutura e crescimento do mercado imobiliário, fazendo com que as taxas de crescimento de consumo de cimento sejam elevadas em relação a outras regiões do país.

Com o anúncio e a assinatura do protocolo de intenções, o Estado da Paraíba poderá se tornar o maior produtor de cimento do Nordeste, graças ao interesse de outros grupos de investirem no estado, que já possui duas fábricas em pleno processo de produção e tende a receber mais 4 novas plantas, com previsão de novos projetos a serem anunciados no começo do próximo mês.

Postado em:
30 nov 2010 às 14:21hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros