CADASTRE-SE

Cimento: Vendas decepcionam em agosto…

As vendas de cimento no último mês de agosto, de acordo com os números preliminares divulgados pelo SNIC, recuaram 14,7% ante aos números realizados no mesmo mês do ano passado. O resultado além de  surpreendente e decepcionante para o mês, além de quebrar a sequência de crescimentos contínuos no quadrimestre, preocupa mas não desanima o setor que considera que o mês de agosto foi atípico. Em relação às vendas de julho, mês imediatamente anterior, a queda foi de 10,5% e quando avaliamos a venda por dia útil a queda, um pouco menor mas, mesmo assim, registrou uma redução de 4,8%.

grafico-vendas-ate-agosto-2016

Comparando as vendas acumuladas de janeiro a agosto deste ano com período análogo a queda é de 13,3%, conforme tabela.

Venda de CIMENTO em agosto/16 (em 1.000 ton)

RegiõesJulho/16Agos/15Agos/16 Dif% Ago/Jul-16 Dif% Ago/AgoJan-Agos/15Jan-Agos/16Dif % Acum
Norte2753032760.36%-8,9%2.1641.996-7,8%
Nordeste11211.2741.105-1,43%-13,30%9.6348.489-11,90%
Centro-Oeste592688548-7,43%-20,30%5.1414.143-19,40%
Sudeste22802.6272.249-1,36%-14,40%20.56517.291-15,90%
Sul888866733-17,45%-15,40%6.6376.342-4,40%
Brasil51565.7584.911-4,75%-14,70%44.14138.261-13,30%

CimentOnline - Toda Obra Começa Aqui

Em uma matéria que publicamos no começo de agosto, avaliando os “bons resultados” do mês de julho, fizemos previsões mais animadoras para os meses subsequentes. Assim como nós do Cimento.Org, que previmos melhoras, outros setores, como a indústria da construção civil, que tem uma forte interligação com a indústria cimenteira, também fez previsões positivas para agosto e para o último quadrimestre.

De acordo com os indicadores de julho da Sondagem da Indústria da Construção, os números apresentaram uma redução no ritmo de queda da atividade do setor. Os índices acumularam alta no ano e atingiram em julho 42,3 pontos e os indicadores de expectativa do setor, ao final daquele mês, também sugeriam um cenário menos adverso para os meses seguintes, já que todos apresentaram crescimento na passagem de julho para agosto, denotando um menor pessimismo, também, por parte dos empresários da construção civil.

indice-evolucao-atividade-construcaoCimentOnline - Toda Obra Começa Aqui

indice-de-nivel-de-atividade-construcao

A Sondagem Indústria da Construção: É um conjunto de indicadores apurados mensalmente, desde 2010, seguindo os mesmos moldes da Sondagem Industrial. Como sondagem de opinião empresarial, tem como objetivo conhecer a tendência da atividade e as expectativas dos empresários da indústria da construção civil como um todo. A apuração é mensal e conta com a parceria de 23 Federações de Indústria e da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

A ANAMACO tanbém previu melhoras em agosto

Além do otimismo da CNI e da indústria da construção civil como um todo, com base nos resultados de julho, a ANAMACO, que é a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção, também  divulgou previsões de melhores resultados para agosto e meses subsequentes. Em 02 de agosto, após a apuração dos bons números de julho, o presidente da ANAMACO disse:

Com os bons resultados apresentados em julho, o setor, que acumula queda de 6% em 2016, deve praticamente zerar esse índice nos próximos dois meses graças ao elevado grau de otimismo demonstrado na pesquisa. Nos últimos 12 meses, estamos com queda acumulada de 4%”, explicou, Cláudio Conz.

ANAMACO divulga resultados de Agosto (vejam o vídeo)

De acordo com sua pesquisa mensal, em agosto o setor teve retração de 9%, índice que foi 2% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano, o setor apresenta queda de 5% com relação ao mesmo período de 2015 e, no acumulado dos últimos 12 meses, a queda é de 7%. “O mês de agosto é tradicionalmente um mês ruim, mas esse ano sofremos com os impactos dos Jogos Olímpicos, que praticamente pararam o país durante quase três semanas. Menos consumidores foram às lojas e, consequentemente, nossos números caíram. Ainda assim, vínhamos de três meses consecutivos de crescimento e com um indicativo muito forte de retomadas de obras em todo o país”, explica o presidente da Anamaco, Cláudio Conz.

Nossos Internautas e seguidores

Alguns de dos nossos seguidores nas diversas redes sociais, antenados com o mercado e diante de seus resultados práticos, céticos com a possibilidade de melhoras da economia no curto prazo, comentaram que o crescimento de julho poderia ser ilusório ou nulo, já que poderia ser fruto de alguns negócios que só seriam realizados em agosto, antecipados pelo anúncio de reajustes nos preços de algumas marcas. Mesmo que esse fato, sozinho, não ter o poder de ser o único responsável pelo estrago nos números de agosto, ao que parece, diante dos números divulgados pelo SNIC, confirmados também pela ANAMACO, nossos atentos seguidores acertaram na mosca e parte do volume comercializado pelas indústrias de cimento, antes do reajuste e antes da festa das olimpíadas, não foi totalmente consumido no próprio mês, passando boa parte para a conta estoque inicial do mercado, impactando negativamente nos resultados das vendas da indústria cimenteira no mês de agosto.

Postado em:
10 set 2016 às 15:13hs
Icone do Facebook Icone do Twitter Icone do Google Plus Icone do Linkedin


Outras Notícias


Parceiros